Como Funciona o Ganho de Massa Muscular

Como Funciona o Ganho de Massa Muscular

É uma combinação de vários fatores, não se limitando somente ao treinamento.

Começa pelos níveis de hormônios no corpo, especialmente os anabólicos, com mais influência a testosterona, predominante no homem, mas também encontrado na mulher.

Esse hormônio é sintetizado a partir das gorduras e estimulado pelo treino pesado.

Há também o tempo de descanso. Aqui falamos do principal período de descanso no qual os tecidos do organismo se regeneram, que é o sono.

Durante o sono. também são liberados vários hormônios, um deles é o GH que é o principal responsável pela regeneração e crescimento muscular.

A idade precisa ser levada em conta. Sabemos que a partir dos 30 anos já começam haver declínios no organismo, e por volta dos 35 já começamos a ter uma perda de massa magra.

Assim, o ganho de massa muscular a partir desta idade é mais difícil, mas um treinamento bem planejado é capaz de atingir este objetivo sem problemas.

Suplemento natura que ajuda no ganho de massa muscular é o Anadrole.

Os Benefícios do Ganho de Massa Muscular

  • Aceleração do metabolismo;
  • Utilização da gordura como energia para manter o corpo funcionando, já que músculos maiores e mais fortes precisam de mais energia;
  • Proteção ás articulações. músculos mais fortes podem promover maior estabilização articular.
  • Com músculos mais desenvolvidos, se tem mais força e menos perda muscular (sarcopenia), que com o avançar da idade é natural;
  • Prevenção de várias doenças como diabetes, osteoporose, infartos, artrite, etc;
  • Previne ou alivia dores nas costas;
  • Liberação de endorfinas, deixando o indivíduo mais bem humorado e com melhor disposição física, combate a depressão;
  • Melhora da postura;
  • Melhora a auto-estima;
  • Dependendo da forma que os exercícios são executados poderá ser estimulado o sistema cardiorrespiratório para indivíduos com baixa capacidade respiratória.

Alimentos que ajudam no ganho de massa muscular

Frango

Você sabe que as proteínas de origem animal são consideradas as melhores para os músculos, não é mesmo? Mas cuidado: junto pode vir uma dose gigante de gordura saturada e colesterol. É por isso que o frango (desde que desprovido da pele) é uma boa opção para quem precisa de proteína, mas não quer colocar o coração em risco.

Feijão e arroz

Essa parceria é perfeita porque os aminoácidos do feijão se unem aos do arroz e formam proteína. Assim, juntos, ajudam a reparar os músculos.

Fonte de carboidrato, o arroz ainda fornece energia, outro combustível importante para o processo de recuperação da musculatura.

Quanto e quando consumir: 1 concha de feijão e 2 colheres (sopa) de arroz, de três a quatro vezes por semana.

Ovo

Qual a parte melhor para os músculos: a clara ou a gema? As duas! Entenda: a clara é riquíssima em ovoalbumina, uma proteína formada por aminoácidos do tipo leucina, que, por ser de fácil absorção, é um dos componentes dos suplementos whey protein e BCAA. E a gema?

Ela carrega gorduras boas (monoinsaturada e ômega-3), substâncias com o poder de combater os processos inflamatórios provocados durante o exercício, facilitando a recuperação dos músculos.

A Importância do Descanso do Músculo

Para um treino de ganho de massa muscular talvez o descanso seja mais importante que o próprio treinamento.

Os ganhos reais acontecem durante o repouso, ou seja, o crescimento muscular acontece pós-treino enquanto está descansando.

Recomenda-se, para restauração total dos níveis energéticos do organismo, pelo menos 20h de intervalo entre um treino e outro. Atletas de alto nível têm esse tempo diminuído.

Para praticantes de musculação ou exercícios resistidos com cargas altas o recomendado é de 48 à 72h.

Esse tempo é suficiente para a reposição do glicogênio muscular (principal reserva energética das células) no organismo, mas não quer dizer que o músculo esteja totalmente recuperado, alguns estudos apontam descansos de 4 dias ou mais dependendo da intensidade do treinamento.

Sem o devido descanso, alimentação adequada, um treino que exige além da capacidade física suportada pode levar ao overtraining, condição que acarreta a perda muscular ou a redução dos ganhos.

Alongamentos: Um Importante Aliado para o Ganho de Massa Muscular

O alongamento é um conjunto de técnicas que aumentam a flexibilidade. Por isso, fazer alongamento é executar uma série de um exercício que irá estimular o fuso muscular esticando o músculo.

Assim, é considerada uma atividade em si, não recomendada antes de treinos de hipertrofia, pois aumenta os riscos de lesões e compromete o desempenho de força máxima e potência.

Se quiser aquecer antes do treino poderá fazer algumas séries sem carga, ou com carga reduzida dos exercícios específicos.

Agora, o alongamento é uma ferramenta útil somente para o final do treino com o bjetivo de relaxamento. Não existem evidências consistentes de que alongar após o treinamento possa reduzir lesão ou dor muscular tardia.

Leia :Macho Man funciona?

10